"...Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos..."
II Timóteo 4:03


Hoje estou com 16 anos de caminhada na fé, já matei muita gente durante esta caminhada, com palavras, atitudes, erros, mazelas, ações e reações, já fiquei decepcionado com alguns, mas acredito que decepcionei mais do que fiquei decepcionado. Acabei pensando nos irmãos mais velhos da igreja, os anciãos com 36, 46, 56 anos nesta caminhada... quanta coisa! 

Há momentos em que parece que nada anda, absolutamente nada, inércia absoluta, nem um cicio. Promessas que parecem não se cumprir, respostas de oração que nunca recebemos, não tem convite pra pregar, para orar, nem para cantar, nem mesmo para cantar "parabéns" em aniversário infantil. Nestes momento, em nossos dias, é muito comum procurar algo para dar um "Up" no ministério, no chamado, e então corremos a procura de uma palavra "daquelas", que faça estremecer tudo e a Glória de Deus cair, um evento, um "show", um pregador, um "seja lá o que for", mas será que agimos correto? Se Deus realmente está no controle, o silêncio não nos diz nada?

Tenho aprendido também que na maioria das vezes a resposta não está numa palavra extravagante, super-complicada de um preletor super-ungido, mas na PRÁTICA da simples, porém, viva e eficáz Palavra do SENHOR. Acredite, eu sei como é difícil esperar por uma palavra "profética" e receber algo tão básico, mas é assim mesmo, no básico que tenho visto Deus moldar minha vida, pois as grandes coisas consistem em aprender a valorizar as menores. Esqueça as "coisas" maiores. Para quem antes era pecador e separado de Deus, ser salvo já está de bom tamanho e se Deus quer te colocar em alto lugar, certamente Ele primeiro precisa trabalhar você, caso contrário você não suportaria a pressão da altura e a morte seria certa.

Certamente Paulo não tinha grandes ambições em mente quando se entregou e apelou para Cesar, ele não estava preocupado com grandes coisas, mas se deixava ser trabalhado, vivendo de forma fiel todas as experiências que diariamente recebia do SENHOR, fosse com um irmão, fosse pregando para uma multidão, fosse sendo açoitado, sendo pela duodécima segunda vêz preso. E assim, sendo fiel a estas pequenas coisas, Paulo, tornou-se referência em seu tempo e para nós, até então, gentíos!

Amados, o Espírito do Senhor, através deste mesmo apóstolo Paulo nos garante em Romanos 8:28 que TODAS as coisas cooperam para o bem daqueles que AMAM ao SENHOR e que são chamados segundo o Seu propósito, todas as coisas incluem o tempo, a espera, o crescimento, a maturização. Esta palavra nos revela claramente que nossa preocupação deve ser uma só, a de amarmos ao SENHOR, como mandamento, com toda a nossa força, todo nosso entendimento (culto racional), toda nossa alma e de todo o nosso coração, assim, todas as coisas cooperarão para o nosso bem, para a glória Dele.

Antes das extravagâncias, certifique-se de que você tem feito o basicão e amado ao SENHOR, isso é com você e o Pai, feito isso, prepare-se então para descansar Nele, e descansado você poderá ver as coisas acontecerem, no tempo Dele e certamente será muito bom, agradável e perfeito, e você poderá dizer como Paulo, combati o bom cambate, terminei a carreira e guardei a fé.

"...nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma...."
Hebreus 10:39